Abuso Do Distraído

Penso, analiso
Cada sentença, uma crítica...
Cada palavra, um castigo...
Cada letra, culpa...

Respiro fundo dói...
Peço ajuda, sou pressionada
Pressão, pressão
É sem perceber,
Mas pressiona.

Pressiona forte, fundo, profundo...
E me faz lembrar...
Criticar...
Castigar...
Culpar...

Tudo se resume nesse ciclo
Que talvez esteja sendo quebrado
Por ter sido percebido e aberto
Ferida exposta...
Para começar a revelar
A garota verdadeira, simples,
Livre dos motivos da culpa
A garota pura, não mais condenada
Por abuso do distraído

User Rating: 5 / 5 ( 0 votes )

Other poems of GONÇALVES (55)

Comments (0)

There is no comment submitted by members.