Meu Oásis

Mesmo não que não consiga
Percebes que só quero registrar?
Deixe-me em paz em meu oásis
E faças como tu achares melhor

Existem outras formas não ditadas
Permita-se a suspensão às vezes
Olhe de um ângulo inverso...
Mas se não quiseres, tudo bem, só vou andando
Só deixe-me em paz em meu oásis

As condições para mim são tão adversas
O senso comum criado, tão injusto
Pré, pós, atuais conceitos. Críticas
E só quero seguir, ir para meu oásis
E registrar em paz

Quando gritar não adianta
Me escondo e escrevo silenciosa
Mas me calar...
Isso seria impossível
Pois de meu oásis não podes me tirar

User Rating: 5 / 5 ( 0 votes )

Other poems of GONÇALVES (55)

Comments (0)

There is no comment submitted by members.