Retalhos

Analisados os fatos
Interpretados os atos
Coração remendado
Feito colcha de retalhos
Unidos por linhas tecidas
Por poeira de estrelas
Que unem alegrias
E abrilhantam as tristezas
Novamente sou uma só,
Por inteira
Sem rancor, nem choradeira
Um laço sem nó
Reconheço me, como talvez
Não reconheça a ti mesmo
Percorro meus caminhos, como talvez
Você faça a esmo
Sigo em frente, embora me perca
Em meios
Embora me encontre em começos
Me olho, me vejo, me conheço
Num infinito lampejo
Não sei onde é o fim, mas sei
Que estou apenas no começo.

by Nina gáspari

Other poems of GÁSPARI (316)

Comments (0)

There is no comment submitted by members.